9 de julho

Hoje se comemora o inicio da Revolução Constitucionalista, que em 1932, polarizou o Estado de São Paulo contra o resto do país exigindo uma Constituição. É sempre bom lembrar que em 1930, Getulio Vargas tomou o poder à força, depois da derrota na eleição para o paulista Julio Prestes. Ali foi o fim da República Velha, da República do “Café com Leite”, onde se alternavam no poder sempre um representante mineiro (leite) ou um paulista (café).

Sempre é bom lembrar porque isso acontecia. No Brasil era somente permitido ter um partido político por Estado da Nação, assim sendo dois estados ou mais se coligavam e elegiam o presidente. Assim se associaram por anos os estados de Minas Gerais e São Paulo, naquele momento as maiores elites econômicas brasileiras. Veja que o café chegou a representar para o Brasil 60% da economia brasileira, durante o auge do que hoje se considera “ciclo do café”. Para se ter uma idéia, a soja durante seu maior momento até hoje (safras de 03/04), com mais de 50 milhões de toneladas, sendo o Brasil segundo maior produtor do mundo e maior exportador do grão, não se chega a 16% da economia. Para se ter uma idéia, esses 16% é maior que a economia de vários paises da América do Sul juntos.

E se lutou naquele ano de 1932 por uma constituição. Era uma exigência que um governo, mesmo sendo ele totalitário, tivesse uma constituição. Assim como durante o regime militar também fizeram uma constituição. E finalmente em 1988 fizeram a Constituição que hoje esta em vigor. É interessante lembrar que ao se proclamar à República no Brasil fizeram também uma nova constituição, revogando aquela feita pelo Imperador, que era até então uma das mais duradouras no mundo. Viva São Paulo, por ter enfrentado aquela ditadura de Vargas para conquistar direitos para todos os brasileiros.

Comentários

Claudia disse…
eu achei o livro bem repetitivo tb ( o segredo)...
não cheguei a falar de tudo que pensei da obra, só o que achei importante.. rs
beijo

Postagens mais visitadas