A Enigmática

Certa vez a vi em seu ambiente de trabalho. Cabelos lindos, bela e vistosa. Assunto não existia mas por sua simpatia logo surgiu um. Sem saber seu nome fui seguindo em frente, “tocando a boiada”. Mas não saiu de minha mente. Voltei várias vezes ao local e não mais a vi. Quando, sem nenhuma prévia ligação de destinos ela reaparece. Lógico, não a reconheci. Ambiente distinto, porém a memória reaviva rapidamente os fatos e logo veio todo o contexto. Agora levo um sorriso no rosto. Sei seu nome, mais nada.

Comentários

onzepalavras.com disse…
E talvez nem precise saber mais nada, conquanto sabemos muitas vezes de mais, e vivemos de menos.

Escreva mais ficcão! Estarei seguindo sempre.

Beijos, Karina

Postagens mais visitadas