Coleções III


Alguém ainda coleciona selos? Agora são auto-adesivos, como se faz para se colecionar algo assim? Realmente é uma coleção finada. Atualmente pouca coisa se manda pelo correio com selos. Diga-se de passagem que o carteiro se tornou o cara mais chato do mundo. Só trás contas a pagar, extrato do banco e propaganda. Depois do e-mail, as cartas se tornaram algo bastante raro. Quero só ver como será o futuro dos inúmeros consagrados compêndios de cartas, que durante os séculos XIX e XX marcaram muitos dos registros pensadores no mundo. Acho difícil um e-mail ser guardado por 50 anos. Acontece com certa freqüência atualmente é a publicação em livros dos conjuntos de artigos, publicados originalmente na internet. Quem sabe um dia se publicará um conjunto de trocas de e-mail.

Possuo um único selo e o guardo com carinho. Trata-se do selo comemorativo do centenário de nascimento do arquiteto Lúcio Costa (1902-2002). Espero que seja lançado também um selo de Oscar Niemeyer. Poderia se tornar uma tradição lançar selos comemorativos dos centenários dos arquitetos.

Comentários

João Batista disse…
Pro domo sua! Rsrs...

Postagens mais visitadas