Metal Heart

Nada mais emocionante do que ver uma banda tocando com vontade. Em 2004 assisti uma das bandas que tinham feito parte da minha puberdade/adolescência. Não efetivamente a banda original, mas sim o conteúdo musical. O Accept foi uma banda alemã que marcou aquele momento do meio dos anos 80 para mim. Ao lado de outras, o Accept era mais pesado que as bandas de hard rock e tinha um vocalista com voz rouca: Udo Dirkschneider. Atualmente sua banda chama U.D.O. e toca muita coisa do repertório do Accept.
Em sua apresentação no Direct TV Music Hall, atual Citbank Hall e antigo Palace, o momento em que claramente Udo ficou impressionado com o público brasileiro foi quando executou a terceira música do show: “Metal Heart”. Na verdade, para mim, aquilo que aconteceu era o sonho de qualquer banda no mundo. Cantarem sua música em detalhes, depois de mais de 20 anos. Senti-me de volta à adolescência, aos passeios no Vale do Anhangabaú, indo na lojinha de discos Woodstock ou nas Grandes Galerias, vestindo camisetas negras. O mais importante é saber que curti bastante aquela fase e que só guardo as boas recordações. O que é difícil de expressar em palavras. É bom sempre lembrar qual era a música incidental que ocorre no meio do solo de guitarra de “Metal Heart”. Nada mais que “Pour Elise” de Ludwig Van Beethoven. O coro feito pelas vozes brasileiras naquele dia emocionou muito o vocalista que finalizou o show com um de seus clássicos: “Fast as a Shark”. Um show inesquecível. Momentos assim ficam para sempre.

Comentários

Postagens mais visitadas