maio 01, 2009

EscuLtar

O erro de português de Rutênio foi um fator para sua demissão do programa O Aprendiz, da edição de terça-feira, 28 de abril. A tarefa foi de um valor bastante importante em termos de humanização, por tratar da revitalização de dois asilos, um para cada equipe. Um trabalho onde um grupo o vencedor compreendeu o valor humano da situação, enquanto outro ficou tocado com a qualidade ambiental e não conseguiu um resultado por não ter foco nas pessoas, nas atividades humanas. Outro aspecto dessa tarefa era colocar em questão a forma de planejamento no meio de um processo. Não era para fazer um novo asilo e sim uma ação de melhorias no existente, e tinha um patrocínio das tintas Lukscolor, onde a parte de obra civil teria um peso e era uma necessidade da tarefa. A equipe vencedora teve um melhor planejamento na execução da tarefa, além de trazer ao ambiente uma característica estética – o mural de mãos em várias cores no ambiente externo – e uma característica ligada à pelo menos um dos moradores – o caso da nova horta. Só por isso a vitória foi mais do que merecida. O prêmio pela tarefa não foi tão interessante - a viagem ao sítio, que é mais interessante à Justus que esteve junto e pode conhecer melhor estes participantes – e a mudança dentro do hotel. Mas prêmio é sempre prêmio...

Agora a respeito da sala de reunião, a falta mais grave de Rutênio não foi ter escrito um bilhete em que escutar estava escrito como “escuLtar”, mas o fato de ter na frente de todos, após a acusação de Rebeca de que ele é um tanto grosseiro, dizer que ela não gostava de pensar. Foi praticamente mais um suicídio profissional. O próprio participante Lucas não concordou e não se sentiu confortável com a atitude do concorrente.

O fato da ortografia errada foi motivo para uma bela piadinha de Justus: “você está mesmo na universidade?” Eu adorei a piada. A justificativa de Rutênio no dia seguinte, no programa Hoje em Dia foi muito bem colocada, o que não creio vá fazer dele um João, ou um Peter (Aprendiz 3). Falando em João ele merece algumas palavras; à próxima postagem, avante!

Nenhum comentário: