maio 16, 2009

O Santo – Val Kilmer

Nem tudo conseguimos ver ou mesmo lembrar depois de certo tempo. Nem tudo nos marca ou nos deixa uma referência com o passar dos tempos. E isso já dá para notar em pouco mais de uma década. Assisti outro dia a um filme de 1997, O Santo (The Saint), com Val Kilmer e Elisabeth Shue. Não tenho a menor lembrança deste filme à época, nem sequer da crítica especializada. Era uma época que não freqüentava cinemas, mas tinha tempo para ficar conectado à TV a cabo (e tinha os canais de filmes...).
Já assisti duas vezes a este filme que sempre me prende à tela. Acho a história do filme interessantíssima e, mais que tudo, a fotografia. O filme trata de fazer um perfil de um ladrão internacional, mestre dos disfarces, interpretado por Val Kilmer, contratado por um mafioso russo para roubar uma fórmula de uma cientista inglesa, interpretada por Elisabeth Shue. Não sei dizer, o filme tem uma ambientação um pouco diferente, além de ser gelado, tem um pouco de nostalgia da época em que cientistas tinham idéias isoladas que poderiam mudar temáticas mundiais, algo como a fórmula das bombas atômicas, o que hoje depende de muito investimento em centros de pesquisas com equipes grandes, formada por vários tipos de pesquisadores. O interessante da história está no romance entre o ladrão e a cientista que muda tudo no decorrer do filme. E os disfarces de Kilmer merecem atenção. Kilmer parece ainda estar interpretando Jim Morrison neste filme (Kilmer intrepretou Morrison em The Doors, de 1991), trazendo mais ainda um aspecto nostálgico para o filme; uma interpretação sobre artistas, poetas, algo como um modo de vida “alternativo”. O nome do filme, O Santo, refere-se ao fato do ladrão utilizar sempre nomes de santos católicos em seus disfarces. O que é um tema incrível, até pouco explorado no próprio filme.
O interessante de se ver um filme já com quase 12 anos de atraso é que tudo aquilo que poderia fazer diferença não faz mais. Sei o que Val Kilmer é a estrela do filme, mas acredito que à época a crítica não deve ter sido muito boa, pois o filme não teve indicação alguma a nada (que eu saiba) e não me lembro de ter sido comentado entre os amigos e colegas. Lembro inclusive de ter ido ver Batman e Robin naquele ano no cinema, mas este filme nenhuma...

3 comentários:

Anônimo disse...

Cara, também gostei desse filme, o Kilmer tá bom demais nele, é um ator subvalorizado na minha opinião, pois já fez grandes papéis como o vilão em "Fogo contra Fogo", ao lado de Pacino e De Niro.

Lucio Rolim Neto disse...

Eu também gosto muito desse filme, e tenho muita coisa sobre o seriado que deu origem a esse filme (que foi protagonizado por Roger Moore antes de se tornar James Bond).

Acho que sobre isso você também não deva ter nenhuma informação, não é ? mas procure por "The Saint" no Google, e ficará abismado como a série foi genial...

Anônimo disse...

Filme adorável e o Val Kilmer perfeito.