Por que sou corinthiano?

Tudo começou em 1981. Ganhei de meu tio, no Paraná, uma camisa do clube. Até então eu gostava mesmo de jogar bola, não de ver a bola rolando na TV. Usei a camisa até o último momento em que poderia me servir. Infelizmente não esta guardada, como parte da minha infância. Somente na minha lembrança. Inclusive aquela comemoração do meu aniversário. Lembro do bolo, do pavê de pêssegos, daquele refrigerante de cereja (Cini) que era engarrafado na popular garrafa de cerveja marrom. Em 1982 o Corinthians entrou para a história do futebol brasileiro. História essa conhecida e de domínio público. Eu era criança e isso foi tudo para me tornar corinthiano (Sim com “h”. Igual ao nome do time: Sport Club Corinthians Paulista, uma homenagem minha). E não parei mais de torcer pelo “Timão”. Não participo de nenhuma torcida organizada e não sou fanático. Só tenho minha preferência. Detesto baderneiros. Realmente eu tenho algo em comum com o atual presidente, hehehe. E com Reinaldo Azevedo. Com Washington Oliveto. Com Toquinho.
Detalhe off post: a primeira partida oficial de futebol no Brasil foi entre Mackenzie e Germânia (atual Sport Clube Pinheiros, a maior potência da natação brasileira). Diz a lenda que o Mackenzie ganhou.

Comentários

Postagens mais visitadas