A parte III da mesma porcaria

Nada mais comum do que ver notícias sobre uma eventual mudança na Constituição Federal para abrir caminho para um terceiro mandato de Lula, já que o PT nunca seguirá minha opinião de fazer de Eduardo Suplicy seu sucessor. Nenhum novo nome saiu desses quase já cinco anos de mandado. Quer dizer, saíram vários: Freud Godoy, Marcos Valério e outros todos envolvidos em algum escândalo. Já nem sei por que ganhou em 2006... Imagina ter que agüentar até 2014. Bem, votos eles devem ter, afinal sempre desponta com boa popularidade nas pesquisas. Para um populista nada mais normal que popularidade. Em sua base de apoio estão José Sarney, Paulo Maluf (será que já saiu do hospital?) e mais um monte de nomes conhecidos, aparentemente nunca associados ao PT. E, lógico, os partidos de oposição sempre em briga para saber quem é o líder da oposição sem líder. Realmente eu acho que só existe o DEM como oposição e está em processo de formação das novas lideranças. Não é páreo para um confronto com o PT e sua base de apoio abrangente.

O fato de existir esta possibilidade de terceiro mandato não é ilegal, basta se ter uma proposta de emenda constitucional aprovada pelo Congresso, mas é estranha a uma democracia. Mas como sabemos que este povo quer da democracia a forma de acabar com ela, nada mais normal um terceiro mandado consecutivo. Em algum momento alguém tinha esta dúvida? Era só ver em que pé estão seus amigos Fidel Castro e Hugo Chaves. Nunca mais saíram do poder, desde que entraram. Olhe só, nem o General João Figueiredo quis ficar mais um ano, idéia defendida por Leonel Brizola em 1984, na época das “Diretas Já”. George Bush deve fazer seu sucessor e vai para casa em 2008.

Em cinco anos não vejo progressos nesse governo. Nada parece ter mudado a não ser a falta de vergonha na cara dos defensores do petismo. E isso eu já sabia que ia acontecer, mas o que eu não sabia que ninguém teria coragem de falar sobre o assunto. Particularmente eu não creio na hipótese de uma piora maior na estrutura do país. Numa transformação para uma república populista, daquelas bem latino-americanas típicas. Não à toa creio que o Brasil seja muito melhor que qualquer outro país da América Latina (o que não é lá grande coisa) e que seja visto como o verdadeiro imperialista para a Bolívia, por exemplo. No caso do Mercosul, se o Brasil liberasse todas as barreiras de impostos com certeza o benefício seria brasileiro, mesmo se não ocorresse a contrapartida argentina, por exemplo. É até engraçado ver esse quadro. Acontece que ser grande com uma cabeça pequenina é o mesmo que ser pequenino com uma cabeça grande. Mas numa hipótese de prosperar essa idéia antidemocrática de terceiro mandato terei que fazer de novo minhas malas e fazer um final Scooby-Doo... É a vida. Antigamente dizia aos aficionados em Cuba que deveriam se mudar para lá e não transformar o Brasil numa Cuba.

Comentários

Postagens mais visitadas