Ucrânia

Outro dia uma amiga pediu para explicar a origem do meu sobrenome. Disse que era o nome de um peixe da Ucrânia. Eu não sei dizer qual é a relação com a família, se em algum momento eram próximos aos pescadores, o que acho bem difícil, pois, pelo que sei de meu bisavô, ele é Quiev e era marceneiro. E dos bons. A casa que ele construiu, entre os anos 1910 e 1920, esta lá de pé até hoje. Não sei ao certo quando foi construída, pois meu bisavô desembarcou no Rio de Janeiro em meados de março de 1909, tendo saído de Trieste em janeiro. Do Rio de Janeiro foi até Paranaguá, onde pegou o trem até Curitiba, onde foi enviado a uma vila de colonização em Vera Guarani (localizada no estado do Paraná) e anos depois se mudou para Cruz Machado (cidade localizada próxima da divisa entre Paraná e Santa Catarina). Na época ele mesmo abriu o caminho que chegava até sua propriedade. Ele chegou aqui já com toda família, sendo minha avó nascida em abril de 1909, já em solo brasileiro.

Com a cortina de ferro instalada nos paises que formaram, a partir de 1917, a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e por ser a igreja ortodoxa ucraniana desvinculada da Apostólica Romana, não faço idéia se lá acharia arquivos correspondentes aos meus bisavós. Pelo que sei, antes de vir para o Brasil, aprendeu um pouco de português durante a viagem de navio, tinha trabalhado na região da Prússia. E na Ucrânia não havia ficado nenhum familiar, pois seu único meio irmão havia ido com a família para o Canadá, ao mesmo paço que ele veio para o Brasil.

Tenho estudado a Ucrânia onde fica a maior parte da produção agrícola da antiga URSS. Durante os anos 1930 houve enorme escassez de alimentos naquela região. Os descendentes de ucranianos estão no Brasil localizados em regiões do estado do Paraná, principalmente.

Comentários

Postagens mais visitadas