Ano que vem, nos Estados Unidos


Ano que vem terá além das eleições para prefeito, as eleições presidenciais nos Estados Unidos. É o fim do mandato Bush. Os Democratas e os Republicanos já fazem suas apostas. Ainda não estou a par de todas as articulações de todos os presidenciáveis americanos. Mas os Democratas já saíram na frente, com um “desfile” de candidatos. Tem a senadora Hillary Clinton, o senador Barak Obama e o agora ativista ecológico, ex-presidente Al Gore. Este ainda não declarado, mas óbvio candidato. Sinto dizer, mas creio na vitória de um republicano. Não vejo nesses nomes nenhuma força motivacional para realmente debater os temas mais importantes nos Estados Unidos: imigração, guerra do Iraque e política externa.

É muito difícil saber o que realmente esta acontecendo lá. Inúmeros motivos eu poderia dar. Um deles é a falta de uma Rede Globo, hahaha! Os jornais The New York Times ou The Washington Post são referencias democratas, o que impede de ver o todo do que acontece lá. É um pouco diferente do Brasil. Lá os programas de rádio dão audiências muito maiores e mais representativas, como o de Rush Limbaugh. Mas esse não é o meu foco. Fico por enquanto de olho nos republicanos para ver o que aparece. Tenho certa simpatia pelo ex-prefeito de Nova Iorque Rudy Giuliani. Não sei se ele vai em frente na disputa. Mas depois dele, New York nunca mais foi a mesma... Dele e de Charles Bronson...

Comentários

Homem Pedra disse…
Ludo que post bacana este cara! Parabéns!

Postagens mais visitadas