abril 22, 2009

Compraria um carrinho de algodão doce cor-de-rosa?

Na edição de ontem do programa O Aprendiz 6, os participantes teriam que vender vários itens, entre eles alguns inusitados como uma carranca, uma camiseta do São Paulo Futebol Clube autografada, um cachorro e um carrinho de algodão doce cor-de-rosa. Foi uma tarefa que tinha por objetivo testar o poder de negociação dos participantes. Mas eu achei mais difícil que a tarefa de programas anteriores, de comprar itens inusitados por São Paulo. A tarefa de vender é mais difícil que a de comprar, pelo menos para mim. Porém alguns itens até que eram fáceis de vender, como a televisão LCD, a própria camiseta do time, a jóia e a passagem para Espanha, entre outros de que não faço a menor idéia, como a barraca de camping e o jogo de pneus. Mas, como sempre digo, a venda depende muito de sorte.

O grupo vencedor conseguiu vender o carrinho de algodão doce, até com certa facilidade. Para o grupo perdedor este foi o item mais complexo em termos de estratégia de vendas. O grupo demorou muito a pensar noutra forma de venda. E isso foi colocado na melhor parte do programa: a sala de reunião. O prêmio do grupo vencedor foi uma viagem para o Rio Grande do Sul, onde dormiriam em barracas térmicas. Ou seja, o grupo que perdeu as duas últimas tarefas, que foram viajar para Paris e Aruba, ganha a estadia em Porto Alegre...

Na sala de reunião Justus inovou. Mas a pobre candidata tinha um histórico que não a ajudava e ela mesma não se ajudou na tarefa. Mesmo assim a líder quase faz suicídio tentando se fazer de boazinha. Esta já está na mira dos que não passam de mais três programas. O fato de perguntar se podia simplesmente levar uma pessoa para a sala de reunião rendeu uma das melhores respostas de Justus. Uma resposta mortal: ao levar somente uma pessoa suas chances de demissão aumentam de 33,3% para 50%. A outra lição aprendida na sala de reunião, com o suicídio da candidata demitida, foi que em toda venda obrigatoriamente o preço é um dos fatores mais importantes. Pois, ao chamar individualmente cada candidata para tentar vender o carrinho de algodão doce, o conceito de venda foi colocado em questão, principalmente quando a líder foi colocada contra a parede sobre suas vendas inferiores ao outro grupo e o pouco conhecimento sobre a raça de cachorro – que a candidata diz possuir um exemplar. Achei uma ótima sala de reunião, mesmo que a tarefa não tenha me animado muito. Para ser mais exato, achei bastante confusa edição da tarefa apresentada, tinha horas que achei ser o mesmo grupo tentando vender duas vezes. Mas isso deve ser impressão minha, que até agora só consigo identificar duas ou três participantes pelos nomes...

Nenhum comentário: