janeiro 19, 2009

Não é falta de aviso...

Escuto e leio em todo o lado que o governo deve fazer isso ou deva fazer aquilo. Vejo obviamente que muitas das idéias são factíveis e fáceis de aceitar, sem lá muita polemica. Outras são um pouco impopulares, mas mais do que necessárias. Impopulares no início, como toda mudança trás certo incômodo. Mas a total paralisação de tudo é algo incompreensível. E os gritos de empresários e de sindicalistas chegam a ser ridículos. Pedem condições incompatíveis com o século XXI e com a própria sobrevivência das empresas em que trabalham. Mas o que mesmo incomoda disso tudo é um discurso que se arrasta por quase quinze anos entre Fernando Henrique e Lula e nada acontece. E por que o governo não faz nada?

Se eu tivesse a perfeita resposta eu escreveria tudo em caixa alto, mas só tenho a desconfiança (de um dos lados, pois do outro é certeza) de que o governo tem um plano digno do século XIX, daqueles que poderia claramente chamar de “vanguarda do atraso”, plagiando o título do livro do jornalista Diego Casagrande.

E que se pode fazer para mudar este quadro? Muito pouco... Eu diria que quem puder que saia daqui antes que isso afunde...

Nenhum comentário: