A proximidade...

Em alguns dias completo o primeiro ano de um blogueiro. Estou ausente, coisa normal. Esta proximidade me lembra sobre uma questão que me persegue desde o primeiro dia de blog: quem é que lerá o que escrevo? E não é que me surpreendo todos os dias. O mais engraçado que estou sendo mais lido sem escrever do que escrevendo...

Sei lá o que acontece, será o adsense? Não faço idéia... Será algo que ninguém gostou, então lêem e passam para os amigos para dizer que não gostaram? Ou será que me descobriram? Está é a pior hipótese; pois depois de um ano ainda não sei se meu blog anda sozinho, se é que me entendem...

Escrevi outro dia, muito moderadamente, mas tenho um monte de coisas a falar. Não estou me conformando em cada dia a situação geral estar pior e ainda ver gente escrevendo que está tudo indo muito bem... Tenho vontade de falar mal de muita gente. Começando do presidente e passando por vários ministros até chegar a deputados que simplesmente são membros de alguma seita que faz lavagem cerebral ao contrário; tiram limpeza e espalham sujeira. Mas como já disse antes “eu não consigo odiar ninguém”. Mas não é ódio, é simplesmente desprezo. Essa coisa de ficar odiando e babando de raiva é coisa de gente que não tem o que fazer; ou seja, esquerdistas. Só um esquerdista teria tempo de ficar me espalhando pela internet como “mal a combater”...

Hoje tive um “momento” sobre o porquê da má qualidade da educação no Brasil. E com certeza existe uma possibilidade de alinhamento político a causa disso. De certa forma é por causa dessa possibilidade que insisto em escrever, nem que seja para os cachorros loucos...

Mas e o tempo para escrever? Este está sendo meu maior inimigo. O mais interessante que estou ao mesmo passo escrevendo uma outra condição. Esta muito mais profunda que o blog, mas tem certas horas que só as fichas dos livros já tomam a parte maior de todo o tempo. É... Dura a vida de alguém que se dedica a uma vida intelectual. Não consegui ainda comprar o livro de Sertillanges, “La vida intelectual”, mas com certeza lá terei mais um caminho... Essa indicação vale muito. Muito mais que parece.

Comentários

Postagens mais visitadas