julho 05, 2009

O Humor

Certa vez assisti a uma palestra de Moacyr Scliar, onde ele falava que para ele livro que não tem humor dentro é livro chato. Não lembro exatamente das palavras que usou ao se referir que na literatura que lhe interessa sempre há o humor. Logo me lembrei do Scliar ao ler uma breve reportagem da FLIP – Feira Literária Internacional de Paraty - sobre o escritor Bernardo Carvalho, que admitiu não ter humor. Ou seja, utilizando do conceito de Scliar, Bernardo Carvalho deve ser chato. O que impressiona na FLIP é a quantidade de gente que vai parar lá sem muita intimidade com a leitura. Ano passado uma das maiores atrações era o autor das histórias em quadrinhos Sandman, Neil Gaiman. Este ano foi Chico Buarque, que dividiu mesa com Milton Hatoun. E pelo que contam, parece que tudo foi muito chato e sem graça. O humor normalmente é negligenciado na literatura. As pessoas têm que ser sérias demais... Tristeza, temas polêmicos, teorias conspiratórias. O humor não tem vez entre os temas dos “descolados”. Quem dera ler um Mário Prata, de O Morto que Morreu de Rir... Dizem que Philip Roth tem humor nos seus livros e isso começou em Complexo de Portnoy. Eis um escritor que anda rondando e muito a minha curiosidade. Desde a morte de John Updike escuto muito falar de Philip Roth. Diziam à época que os dois não são literatura... Depois houve o lançamento de Entre Nós, onde conversa com inúmeros outros autores, entre eles Primo Levi. Não sei dizer se é influencia dos críticos de literatura que leio, mas, cada vez mais, tenho vontade de ler Roth.

Um comentário:

onzepalavras.com disse...

Ludo,

Adorei a observação que vc fez no post "antídoto". Eu fico feliz, claro, quando as pessoas elogiam, afinal com tanta coisa na internet, elas escolheram o meu blog, e dedicaram um tempo à leitura e até comentaram (raríssimo alguém comentar, comprovado pelas estatísticas que eu acompanho), mas o que eu mais espero - acho que todos que escrevem - é receber comentários que possam enriquecer os textos, e muitas vezes um detalhe bobo faz uma grande diferença para um olhar mais apurado sobre as palavras.

Pode meter o bedelho mesmo nas minhas postagens se vc achar que vale a pena. Me sinto privilegiada e muito agradecida.

Bjos, Karina