Eu a televisão... e a Olimpíada

Este poderia ser a o texto da falta da televisão na minha vida, mas é só um pequeno desabafo em forma de texto. Não vejo mais nada na televisão. Não vejo por pura falta de tempo. E o pior da falta de tempo é que no tempo livre não organizo as tarefas para conseguir assistir algo ou acompanhar alguma programação, ter alguma diversão (até mesmo escrever neste blog, meu único blog, diga-se). Não vejo nenhum programa nos últimos tempos. Para não dizer que estou exagerando, após a retirada dos canais extras da TV a cabo, consigo de vez em quando assistir aos seriados de “Dr. House” e “CSI”, na Rede Record. Mesmo assim perdendo muitas vezes.
Da Olimpíada então, até agora vi as medalhas nos milhares de reprises. Não sei os horários dos jogos e nada. Bem, eu já tinha a impressão que está seria como a minha segunda Olimpíada (Seul, 1988) que não vi praticamente nada, a não ser a medalha de Aurélio Miguel. Mas o que acho estranho que em Sydney (2000) assisti a muitos jogos e ficava nas madrugadas a assistir outros mais. Bem, Pequim não me interessa nem um pouco, principalmente em comparação à Austrália.
Com certeza essa olimpíada é a de Michael Phelps e torço muito para que ele ganhe as oito medalhas de ouro. Assim tem de ser. A individualidade esportiva e não medalhas por país. Assim é a diferença com Cuba e China. Estados Unidos tem Michael Phelps; Cuba tem quem mesmo? Não lembro de um atleta cubano, nem mesmo aquele boxeador que tentou desertar no Pan-americano, ano passado. Já imaginou um Pan-americano na Florida? Deserção total da equipe cubana... Não sobraria um atleta...
Bem, na China ninguém tentaria desertar. Por pior que seja em Cuba, acho que existe uma China pior ainda... O que achei maravilhoso foram os pronunciamentos de George W, Bush a respeito da China. Nenhum jornalista sério ou alguém com alguma inteligência seria capaz de dizer que desta vez Bush não acertou e na mosca.
Claro que seria ridículo um boicote de atletas para Pequim, afinal, a competição é muito mais importante que a tal valorização e exposição do país sede. Mas eu tenho lá muitas dúvidas sobre o porquê da escolha da China como sede. Bem, acho que a Fifa tem melhores critérios de escolha. Eu acho que Dubai seria uma escolha muito mais acertada. Fazer o que, não sou eu que descido... Bem, mas o importante é que o Banco Real dá dez dias no cheque especial e ponto final.

Comentários

Convite disse…
http://www.erealizacoes.com.br/ecom/PoeticaClassica.asp
n disse…
Oi Ludo.
tudo bem?
gosto do seu texto..
voltei para o blog. rs
me adiciona no seu. rs
http://clauskobelkin1.wordpress.com/
vou te add no meu.beijos

Postagens mais visitadas